Browser não suportado!!!
Para melhor visualização, o Boletim Jurídico recomenda a utilização do Mozilla Firefox ou Google Chrome

Portal Boletim Jurídico - ISSN 1807-9008 - Brasil, 12 de novembro de 2019

Reflexões e soluções sobre a grave crise pela qual passa a saúde brasileira

 

Michel Kallas

 

Pensando em fazer uma análise sobre a problemática da saúde e seus fatores causais, moveu-me a escrever este artigo.
Antes de mais nada, é preciso que se trate a origem da doença e não apenas os sintomas. Sendo assim podemos aplicar este princípio básico tanto no tratamento de um indivíduo doente quanto no tratamento da problemática de saúde.
No caso de um indivíduo doente que chega a um consultório e apresenta queixas múltiplas de dores em diversas partes do corpo, seria de pouca ou nenhuma valia a indicação de analgésicos e anti-inflamatórios para tirar as dores do paciente, porque como as causas não foram tratadas, fatalmente o problema de saúde original persistirá e em muitos casos terá seu quadro agravado, e como conseqüência disto exigirá doses cada vez maiores de analgésicos até que finalmente a utilização destes, não surtirão mais efeito, mesmo com a utilização de doses maciças de medicamentos.
Quanto a grave crise do sistema de saúde, podemos dizer que o sistema está doente e apresenta inúmeros problemas em seus diversos segmentos. Para resolver este problema, de nada adiantará aumentar as verbas destinadas ao setor da saúde pública, sem antes haver uma mudança no conceito de saúde.
Caso esta mudança de concepção não se realize, a crise aprofundará , exigindo como contrapartida do governo a destinação de recursos cada vez maiores para cobrir rombos crescentes, até que finalmente, mesmo com a utilização de maciços recursos financeiros, estes por sua vez não serão de nenhuma eficácia, gerando a justa insatisfação da população que recebe um atendimento cada vez mais precário e ineficiente.
Em ambos os casos, o indivíduo e o sistema não encontram resposta eficaz para solucionar seus problemas, porque o enfoque é dado para solução dos sintomas, sem se dar a ênfase necessária na origem do problema.
Numa visão integrada e holística é preciso que se trate do paciente como um todo nos seus vários aspectos subjacentes, tais como: aspectos físicos, mentais e emocionais para se chegar a uma solução satisfatória.
Já no que diz respeito a saúde pública, dentro desta mesma visão, é preciso valorizar os aspectos profiláticos e preventivos que exigem recursos reduzidos para sua implementação, buscando humanizar o atendimento, tendo em vista acima de tudo a satisfação plena do paciente que recorre ao sistema público de saúde.

Envie sua colaboração

Michel Kallas

Terapeuta
Home page: http://www.michelkallas.hpg.com.br

Inserido em 27/10/2003

Parte integrante da Edição no 49

Código da publicação: 131

Ferramentas

Este artigo já foi acessado 15721 vezes.

Versão para impressão

Citação deste artigo, segundo as normas da ABNT:

KALLAS, Michael. Reflexões e soluções sobre a grave crise pela qual passa a saúde brasileiraBoletim Jurídico, Uberaba/MG, a. 2, no 49. Disponível em: <https://www.boletimjuridico.com.br/ doutrina/artigo/131/reflexoes-solucoes-grave-crise-pela-qual-passa-saude-brasileira> Acesso em: 12  nov. 2019.

Atenção

As opiniões retratadas neste artigo são expressões pessoais dos seus respectivos autores e não refletem a posição dos órgãos públicos ou demais instituições aos quais estejam ligados, tampouco do próprio BOLETIM JURÍDICO. As expressões baseiam-se no exercício do direito à manifestação do pensamento e de expressão, tendo por primordial função o fomento de atividades didáticas e acadêmicas, com vistas à produção e à disseminação do conhecimento jurídico.